Austrália fará Facebook e Google pagarem empresas de mídia por conteúdo
Por Redação

Sidney – A Austrália disse na sexta-feira (31) que introduzirá legislação para fazer com que o Facebook e o Google paguem às empresas de mídia por conteúdo de notícias, o que é considerado o primeiro movimento desse tipo no mundo.

O anúncio ocorre depois que a Comissão Australiana de Concorrência e Consumidores divulgou no início do dia um rascunho de código de conduta obrigatório que descreve como as empresas de tecnologia pagariam às empresas tradicionais de mídia por seu conteúdo.

O tesoureiro Josh Frydenberg disse que o código obrigatório procura criar um “campo de jogo equilibrado” que garanta “um caminho justo para os negócios australianos de mídia”.

“Queremos que o Google e o Facebook continuem a fornecer esses serviços à comunidade australiana, que é muito amada e usada pelos australianos”, disse ele. “Mas queremos que seja nos nossos termos”.

Frydenberg não disse quantas empresas de tecnologia estariam sujeitas ao código, exceto que ele “começará com o Google e o Facebook”.

Espera-se que a legislação para o código seja apresentada ao parlamento ainda este ano, após um período de consulta.

O esboço do código descreve acordos de negociação entre empresas de tecnologia e meios de comunicação comerciais para determinar um pagamento acordado, bem como padrões mínimos relacionados à apresentação de notícias e um regime de penalidades para empresas que violarem o código.

Se um acordo de preços não puder ser alcançado após três meses, os árbitros tomarão uma decisão vinculativa.

As empresas de mídia australianas sofreram um declínio acentuado na receita de publicidade desde a pandemia de coronavírus, fazendo com que vários jornais e revistas fechassem ou passassem a publicar apenas online.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *