qua. dez 7th, 2022

Por Renata Vasconcelos (da redação)

O Heromix está em sua 20 edição e já faz parte do calendário oficial da Prefeitura de Mauá, no ABC paulista. O evento multitemático também está incluído nas atrações anuais de quadrinhos e cultura geek nacional. Os mascotes do Heromix Kamen Rider H, Evelyn Sakura e Super Comics ilustram o material de divulgação e retratam bem todas as culturas que o evento une.

A cada edição, o público alcança de 1.000 a 2.500 pessoas, com  uma programação diversificada. Este ano, o Heromix começou às 9 horas da manhã e encerrou às 20 horas. As atrações foram desde karaokê, painel com o tema : “como ganhar dinheiro com cosplay”, apresentação de Kung Fu, luta de artes marciais, e um dos momentos mais esperados: o desfile de cosplayers.

Presente no evento, Sara Toushiro está no ramo há dez anos, ela atua como apresentadora de eventos geek, jurada e cosmaker, isto é, criadora de acessórios para cosplayers. Ela relembra como iniciou sua atividade : “ Eu tinha muita depressão, aí eu comecei a fazer cosplay, eu nunca pensei que isso poderia gerar renda, aí eu comecei a fazer as roupas para mim, e surgiram as encomendas”, comenta a jurada do Heromix 2022.

Para o idealizador e organizador do evento, Alex Sandro Martins “ A missão do evento Heromix é criar na região o acesso a um vasto conjunto de experiências de arte geek e pop, alimentar o desenvolvimento e compreensão de diversas formas de arte e culturas e encorajar a expansão do segmento cultural geek e cosplay na cidade de Mauá e região.”

O concurso de cosplayers no Heromix 2022 contou com  36 artistas e 4 jurados. O concurso foi livre, e um dos principais  critérios era se o cosplay confeccionou seu próprio figurino. A premiação foi em dinheiro e também contou com a versão Kids, mas nesta faixa etária todos os participantes recebem o mesmo prêmio. 

Um pouco de história

Tudo começou em 1939, quando um fã se caracterizou de seu personagem preferido e compareceu à primeira convenção mundial de ficção científica, a World Science Fiction Convention (Worldcon). Esta foi a semente de um grande movimento cultural que ganharia o mundo: o cosplay. Embora seja mais comum ver  os jovens cosplayers, essa paixão  não tem idade.

O termo cosplay que vem do japonês kosupure, é uma abreviação da expressão em inglês costume roleplay, que designa o hobby. Mas, para a maioria das pessoas que são fãs  dessa cultura , ser cosplayer é mais que um hobby, é um um estilo de vida e , para alguns, vai além , e já é sua fonte de renda principal.

Essa atividade se tornou tão popular, que já existe competição mundial , o World Cosplay Summit (WCS), que em 2022, realizou sua décima edição.