sáb. jun 25th, 2022

O primeiro-ministro do Japão, Kishida Fumio, criticou veementemente a decisão da Rússia de reconhecer a independência de duas regiões separatistas no leste da Ucrânia.

Na terça-feira, Kishida declarou à imprensa que a decisão russa é uma violação da soberania e da unidade da Ucrânia, e das leis internacionais, e não pode ser permitida.

O Japão implementará um conjunto de sanções contra a Rússia depois de ordenar o envio de tropas para duas regiões separatistas pró-Rússia no leste da Ucrânia, disse o primeiro-ministro Fumio Kishida nesta quarta-feira.

As medidas foram tomadas quando os Estados Unidos e outras nações europeias também passaram a impor sanções à Rússia em meio a temores de que ela pudesse invadir a Ucrânia.

Foto: Kyodo