sáb. jul 2nd, 2022

A província de Okinawa, no sul do Japão, confirmou 623 novos casos de infecções de coronavírus na quarta-feira. O número aumentou em 398 em relação à terça-feira.

A contagem diária superou 600 pela primeira vez desde o dia 28 de agosto do ano passado.

As infecções têm aumentado desde um grupo de casos em uma das bases militares dos EUA em Okinawa, no mês passado.

O governo de Okinawa acredita que o ressurgimento do vírus na prefeitura se deve ao fato da variante Omicron do novo coronavírus se espalhar a partir de instalações militares dos Estados Unidos.

Os casos cumulativos de Omicron em Okinawa estavam em 135 na terça-feira.

Já na capital, o Governo Metropolitano de Tóquio confirmou 390 novos casos de infecção de coronavírus na quarta-feira. O número praticamente quadruplicou nos últimos dois dias.

A contagem diária aumentou em 314 em relação a uma semana atrás, e ultrapassou o número de 300 pela primeira vez desde o dia 26 de setembro do ano passado.

A contagem diária da Prefeitura de Osaka totalizou 244, sendo a primeira vez que ultrapassou 200 desde 6 de outubro.

Fontes governamentais disseram que o governo central também está considerando declarar quase estado de emergência nas prefeituras de Hiroshima e Yamaguchi, no oeste do Japão.

Os casos diários de coronavírus no Japão ultrapassaram 2.000 na quarta-feira pela primeira vez em mais de três meses, gerando preocupações sobre o que pode ser uma sexta onda de infecções por COVID-19 no país em meio à disseminação da variante Omicron altamente transmissível.