sáb. jun 25th, 2022

De acordo com relatórios do Ministério da Saúde, Trabalho e Previdência de todo o país, existem 644 creches e jardim de infância em 37 províncias até o dia 27 do mês de Janeiro, que foram completamente fechadas devido à infecção de crianças e funcionários com o novo coronavírus. Um aumento quase do dobro relatado na semana anterior ao dia 27 onde havia 327 estabelecimentos fechados em 27 províncias.

Devido à rápida disseminação da nova variante por coronavírus, as creches são fechadas repetidamente e algumas mães estão preocupadas com suas vidas futuras.

Risa Minami (36) de Nishi-ku, Osaka, que trabalha como contadora em uma empresa na cidade de Suita, confia sua filha de um ano e meio a uma creche próxima ao trabalho.

No entanto, as crianças e funcionários da creche foram infectados um após o outro, e a creche já foi fechada e reaberta três vezes apenas este mês. “Em duas das três ocasiões fui forçada a deixar o trabalho com urgência porque a creche pediu para buscar minha filha imediatamente.”

O número de solicitações a empresa de babás de Osaka aumentou rapidamente

À medida que a infecção de crianças pequenas com o novo coronavírus se espalha rapidamente e creches e jardins de infância estão sendo fechados, os pedidos de empresas de babás em Osaka estão aumentando rapidamente.

Porém em muitos casos o pedido é recusado por não ser possível confirmar se a criança que necessita de babá ou sua família não são um contato próximo de alguém infectado.

Em Osaka uma empresa que fornece babás de Yodogawa-ku, o número de pedidos aumentou bastante desde a semana passada e triplicou para cerca de 60 por dia, mas o número de casos em que os pedidos precisam ser recusados ​​também está aumentando.

A empresa realiza entrevistas com os pais de forma independente e envia babás se julgar que a possibilidade de contato próximo é baixa, mas apenas cerca de 30% do total atende a essa solicitação.