dom. jul 3rd, 2022

Um grupo que pede ao governo japonês a revisão das restrições de entrada de estrangeiros impostas em meio ao aumento de casos de infecção pela variante ômicron do coronavirus apresentou uma petição ao Ministério dos Negócios Estrangeiros. O documento foi submetido na quinta-feira com cerca de 12.000 assinaturas.

Novas entradas de estrangeiros não têm sido permitidas, em princípio, desde o final do mês de novembro. Em consonância com essa medida, os vistos foram suspensos para os cônjuges estrangeiros de cidadãos japoneses caso eles não tenham status de residência de longa permanência.

O grupo que solicita a revisão da política tem coletado assinaturas online, inclusive de pessoas que não podem se encontrar com seus familiares que estão no exterior. Ele pede que a suspensão dos vistos seja retirada e que se permita uma entrada especial para os membros da família, assim como para pesquisadores e estudantes que contem com motivos válidos para vir ao Japão.

O grupo realizou uma coletiva de imprensa online após apresentar a petição.

O líder, Arai Takashi, é casado com uma estrangeira que está impedida de entrar no Japão. Ele disse que uma pesquisa conduzida com mais de 230 pessoas afetadas pelas restrições indicou que 70 por cento das mesmas estavam sofrendo de problemas físicos ou psicológicos. A pesquisa incluiu aqueles separados dos membros da família, assim como os estudantes que estavam prontos para vir estudar no Japão.

Arai disse que o grupo não está dizendo que a política do governo está errada, mas que deseja somente uma explicação adequada e o afrouxamento das medidas.


FOTO NHK