seg. jan 24th, 2022
Saída da população de Tóquio excede entrada

O governo metropolitano de Tóquio elevou seu alerta COVID-19 para o segundo mais alto de quatro níveis na quinta-feira, à medida que a rápida disseminação da variante Omicron do coronavírus continua a aumentar as infecções.

É a primeira vez desde setembro do ano passado que o alerta ficou no segundo nível mais alto.

O aumento de um degrau ocorre quando a contagem diária de casos de coronavírus da capital japonesa atingiu 3.124 na quinta-feira. O número subiu 926 em relação à quarta-feira e 2.483 a mais que na quinta-feira passada.

O governo metropolitano espera que o ritmo atual de aumento empurre a média móvel de sete dias de novos casos para cerca de 9.576 por dia em uma semana.

“É perfeitamente possível que a contagem de casos ultrapasse 10.000”, disse Mitsuo Kaku, chefe de um painel de especialistas do governo metropolitano. “É importante estar totalmente preparado com antecedência.”

A taxa de ocupação de leitos hospitalares para pacientes com COVID-19 foi de 13,7% na quarta-feira, com 954 pessoas hospitalizadas. Quatro pacientes apresentaram sintomas graves na quinta-feira, inalterados em relação à quarta-feira. O número nacional é de 125, um aumento de 20 em relação à quarta-feira.

A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, disse que a cidade pedirá ao governo japonês que declare um quase estado de emergência se a taxa de ocupação atingir 20% e um estado de emergência se a taxa atingir 50%.

Na província de Okinawa, 1.817 casos foram relatados, 173 a mais que na quarta-feira. Outros 560 novos casos foram relatados pelos militares dos EUA na prefeitura.

Em todo o país, o número de casos notificados foi de 18.673, depois de Tóquio, as prefeituras com mais casos foram Osaka (2.452), Okinawa, Aichi (1.036), Hyogo (904), Saitama (886), Kanagawa (842), Hiroshima (805). ), Fukuoka (699), Chiba (633), Kyoto (566), Shizuoka (382), Hokkaido (328), Kumamoto (296), Shiga (287), Gunma (234), Nagano (220), Niigata (220) ), Yamaguchi (218), Tochigi (196), Mie (186), Gifu (179), Ibaraki (177), Okayama (168) e Nagasaki (160).

Quatro mortes relacionadas ao coronavírus foram relatadas em todo o país.