sáb. out 1st, 2022

Um grupo de pesquisadores japoneses disse que uma nova mutação da variante COVID-19 Delta foi descoberta pela primeira vez no Japão, informou a mídia local na terça-feira.

A equipe de pesquisa, liderada pelo professor associado Hiroaki Takeuchi no Hospital da Universidade de Medicina e Odontologia de Tóquio, anunciou a descoberta na segunda-feira, dizendo que a mutação foi encontrada quando um paciente infectado com a variante Delta visitou o instituto em meados de agosto.

A análise genética revelou a mutação N501S, disse a equipe, acrescentando que apenas oito casos da mutação foram relatados fora do Japão.

A mutação N501S é semelhante à variação N501Y da variante Alpha, que foi detectada pela primeira vez na Grã-Bretanha. A equipe disse que seu impacto na transmissibilidade do vírus não está claro até agora e os pesquisadores planejam estudar mais.

Takeuchi disse que todos os esforços devem ser feitos para conter as infecções por COVID-19, já que a disseminação do vírus pode levar ao surgimento contínuo de novas variantes no Japão.

Ele também pediu o uso de análises genéticas para melhorar o monitoramento do vírus.