qui. set 29th, 2022

Governadores das províncias japonesas compilaram um pacote de propostas emergenciais que serão apresentadas ao governo nacional, em que expressam forte preocupação a respeito da disseminação de novas variantes do coronavírus no país.

As propostas incluem pedidos de medidas rigorosas para que o número de casos seja reduzido a níveis que previnam uma imediata reincidência de infecções.

A Associação Nacional de Governadores se reuniu por videoconferência na segunda-feira e contou com a presença dos representantes de todas as 47 províncias japonesas. O encontro se segue à decisão tomada na semana passada pelo governo central de estender o estado de emergência em Tóquio e em outras províncias e de expandir a área de vigência da medida.

A governadora de Tóquio, Koike Yuriko, afirmou que a situação do coronavírus atingiu uma nova fase e que a população deve estar ciente de que está sob risco de uma reincidência explosiva de infecções.

Koike também mencionou que o governo central propôs uma redução significativa de sua parcela em oferecer subsídios a negócios que concordarem em fechar as portas temporariamente. Segundo ela, desta forma, os pagamentos seriam impossibilitados, dificultando a eficácia dos pedidos de fechamento de determinados estabelecimentos.

Nos últimos dias, cada vez mais municípios têm registrado números recordes de casos confirmados de coronavírus.

Os governadores provinciais também estão buscando todas as formas possíveis de apoio do governo nacional, entre elas a garantia de que haja profissionais da saúde suficientes para acelerar o programa de vacinação contra a Covid-19.

As propostas incluem pedidos de medidas rigorosas para que o número de casos seja reduzido a níveis que previnam uma imediata reincidência de infecções.

A Associação Nacional de Governadores se reuniu por videoconferência na segunda-feira e contou com a presença dos representantes de todas as 47 províncias japonesas. O encontro se segue à decisão tomada na semana passada pelo governo central de estender o estado de emergência em Tóquio e em outras províncias e de expandir a área de vigência da medida.

A governadora de Tóquio, Koike Yuriko, afirmou que a situação do coronavírus atingiu uma nova fase e que a população deve estar ciente de que está sob risco de uma reincidência explosiva de infecções.

Koike também mencionou que o governo central propôs uma redução significativa de sua parcela em oferecer subsídios a negócios que concordarem em fechar as portas temporariamente. Segundo ela, desta forma, os pagamentos seriam impossibilitados, dificultando a eficácia dos pedidos de fechamento de determinados estabelecimentos.

Nos últimos dias, cada vez mais municípios têm registrado números recordes de casos confirmados de coronavírus.

Os governadores provinciais também estão buscando todas as formas possíveis de apoio do governo nacional, entre elas a garantia de que haja profissionais da saúde suficientes para acelerar o programa de vacinação contra a Covid-19.