qua. out 5th, 2022

Um painel consultivo do governo japonês aprovou uma extensão das medidas de emergência contra o coronavírus para Tóquio e outras oito prefeituras.

As declarações de emergência para Hokkaido, Tóquio, Aichi, Osaka, Hyogo, Kyoto, Okayama, Hiroshima e Fukuoka devem terminar na segunda-feira.

Na manhã de sexta-feira, os especialistas endossaram o plano do governo de estender as medidas até 20 de junho – mesmo dia em que expira a declaração de Okinawa.

O ministro responsável pela resposta ao coronavírus, Nishimura Yasutoshi, explicou o plano na reunião do painel. Ele disse que o número de novas infecções continua alto e não há leitos hospitalares suficientes, especialmente na região de Kansai.

Ele disse que o mais alto nível de cautela é necessário, pois há preocupações crescentes sobre a disseminação de uma variante que foi identificada pela primeira vez na Índia.

Ele acrescentou que o número de pacientes em estado grave permanece em torno de 1.400 em todo o país, o que está pressionando todo o sistema de saúde.

Nishimura disse que o governo também está tentando estender as medidas antivírus intensivas para Saitama, Chiba, Kanagawa, Gifu e Mie até 20 de junho. Essas medidas também devem expirar na segunda-feira.

Ele disse que medidas semelhantes para Gunma, Ishikawa e Kumamoto não serão estendidas além da data de expiração de 13 de junho.

Nishimura destacou a importância da vacinação, afirmando que desempenha um papel fundamental na prevenção de casos graves. Ele citou relatos de que a vacina Pfizer é eficaz contra as variantes britânicas e indianas.

Ele disse que o governo vai acelerar o lançamento da vacina em uma tentativa de completar a inoculação de idosos o mais rápido possível.

Espera-se que a força-tarefa do governo tome uma decisão final após responder às perguntas da assembléia à tarde.

O primeiro-ministro Suga Yoshihide deve dar uma entrevista coletiva por volta das 20h para explicar o plano e pedir vigilância contínua.