qua. dez 7th, 2022

O governo japonês designou na sexta-feira quatro províncias adicionais como áreas onde medidas mais restritivas contra o coronavírus devem ser efetivadas sem a necessidade de um anúncio oficial de estado de emergência.

A ação ocorre enquanto as infecções continuam se disseminando com preocupação em especial sobre variantes do vírus. O secretário-chefe do Gabinete, Kato Katsunobu, afirmou, “Para evitar que ondas locais de infecção se transformem em uma grande onda de âmbito nacional, nós vamos continuar a tomar medidas rigorosas de modo flexível e intenso em áreas limitadas para conter a propagação da infecção”.

Saitama, Chiba e Kanagawa, três províncias na vizinhança de Tóquio, assim como Aichi, na região central do Japão, foram recém designadas. As medidas mais rigorosas já vigoram em Tóquio, Osaka e quatro outras províncias, Hyogo, Miyagi, Kyoto e Okinawa.

A designação adicional vai entrar em vigor na terça-feira e permanecer assim até 11 de maio. Governadores vão poder ordenar o fechamento de bares e restaurantes até 8h da noite nas áreas previstas, e impor multas para casos de não cumprimento das determinações.

O governo japonês também está conclamando a população a evitar viagens não essenciais entre províncias, em antecipação a uma semana com feriados que tem início no final de abril.