seg. maio 10th, 2021
Japão aprova maior acordo comercial do mundo, incluindo China, ASEAN

O parlamento do Japão aprovou na quarta-feira o maior acordo de livre comércio do mundo, assinado por 15 países da Ásia-Pacífico, incluindo a China e a Associação de Nações do Sudeste Asiático, com 10 membros, levantando a possibilidade de o pacto entrar em vigor ainda este ano.

A Parceria Econômica Abrangente Regional criará uma zona de livre comércio cobrindo cerca de 30 por cento do produto interno bruto, comércio e população mundial. Será o primeiro acordo comercial do Japão envolvendo China e Coréia do Sul – seus maiores e terceiros maiores parceiros comerciais.

O pacto, assinado pelos 15 países em novembro passado, entrará em vigor 60 dias após a ratificação por seis dos membros da ASEAN e três dos demais países. Até quarta-feira, Cingapura e China concluíram os procedimentos de ratificação.

O acordo eliminará tarifas sobre 91% das mercadorias e introduzirá regras comuns sobre investimentos e propriedade intelectual para promover o livre comércio.

O governo espera que o acordo comercial aumente o PIB do Japão em 2,7% e crie 570.000 empregos.

O RCEP agrupa os 10 membros da ASEAN – Brunei, Camboja, Indonésia, Laos, Malásia, Mianmar, Filipinas, Cingapura, Tailândia e Vietnã – mais Japão, China, Coréia do Sul, Austrália e Nova Zelândia.

A Índia foi um dos membros fundadores, mas pulou todas as negociações a partir de novembro de 2019 devido à preocupação de que seu déficit comercial com a China aumentaria.