sex. abr 16th, 2021
NTT vai adquirir 100% de participação na Docomo

A NTT Docomo Inc disse na segunda-feira que reduzirá seu novo plano móvel mensal de 20 gigabytes para 2.700 ienes, oferecendo o corte de preço em meio ao acirramento da competição no setor de telecomunicações do Japão, impulsionado pela pressão do governo.

O preço, o mais barato entre os planos semelhantes oferecidos pelas três principais operadoras de telefonia móvel japonesas, se compara à tarifa inicial da Docomo de 2.980 ienes anunciada em dezembro para o novo serviço, que será lançado neste mês.

A principal operadora de telefonia móvel do Japão disse que começará a oferecer o plano com desconto denominado “ahamo”, que inclui chamadas ilimitadas de até cinco minutos além do uso de dados, em 26 de março por meio de contratos online.

O anúncio da Docomo veio depois que sua rival KDDI Corp, operadora da marca “au”, disse em janeiro que ofereceria o mesmo plano de uso de volume de dados por 2.480 ienes, enquanto cobrava outros 500 ienes por mês para chamadas de voz gratuitas de até cinco minutos.

Outra rival SoftBank Corp também disse no mês passado que seguirá a KDDI, oferecendo o plano de dados mensais de 20 gigabytes por 2.480 ienes a partir de meados de março.

A gigante japonesa de comércio eletrônico Rakuten disse que sua unidade de telefonia móvel, um novo concorrente no mercado que lançou seus serviços sem fio completos no ano passado, oferecerá um plano mensal de dados de 20 gigabytes por 1.980 ienes a partir de abril como parte de seus esforços para impulsionar o número de seus assinantes.

O primeiro-ministro Yoshihide Suga, que assumiu o cargo em setembro, exigiu repetidamente que as operadoras de telefonia móvel reduzissem suas tarifas, dizendo que elas são mais altas do que em outros países e que as operadoras sem fio estão postando margens de lucro maiores do que outros provedores de infraestrutura, como serviços públicos.