sáb. fev 27th, 2021
Governo aprova projeto de lei para vacinas gratuitas contra o coronavírus

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social do Japão informa que cupons necessários para o recebimento da vacina do coronavírus serão enviados primeiramente para os cidadãos idosos do país.

Os municípios pretendem dar início ao envio dos cupons aos idosos em meados de março. O nome do indivíduo e um número em série estarão impressos no cupom. Assim, a pessoa poderá ser inoculada gratuitamente ao apresentá-lo no local de vacinação.

De modo geral, as vacinas serão aplicadas no município em que o indivíduo se encontra registrado como residente. No entanto, algumas exceções serão permitidas.

As exceções se referem a gestantes que tenham retornado a suas cidades natais, pessoas que vivam longe da família devido ao trabalho ou estudos, e vítimas de violência doméstica ou de abuso infantil.

Além disso, também haverá exceções para pessoas que se encontram hospitalizadas, indivíduos que possuam condições pré-existentes de saúde e que serão vacinadas por seu médico de confiança, vítimas de desastres naturais, pessoas sob custódia da polícia ou encarceradas, bem como outras categorias reconhecidas pelos governos locais.

Se a pessoa desejar ser vacinada em uma municipalidade diferente, será necessário fazer o requerimento ao município em questão com antecedência.

A solicitação pode ser feita pelo correio ou pessoalmente nas prefeituras locais, ou ainda, por meio do website do Ministério da Saúde. O pedido precisa ser feito durante o período designado para cada indivíduo. O procedimento poderá ser dispensado em alguns casos.

Estrangeiros que moram no Japão podem receber a vacina contra o coronavírus na municipalidade onde se encontram registrados como residentes. Caso sejam elegíveis, o governo enviará as notificações que descrevem como será feita a inoculação, de forma gratuita.