seg. nov 28th, 2022

O premiê do Japão, Suga Yoshihide, anunciou a suspensão parcial das campanhas “Go To Travel” e “Go To Eat”, criadas pelo governo para incentivar o turismo doméstico e o consumo de refeições em restaurantes.

O anúncio foi feito por Suga durante uma reunião de uma força-tarefa contra o coronavírus no sábado (21), que contou com a participação de Nishimura Yasutoshi, ministro da Revitalização Econômica, e de Akaba Kazuyoshi, ministro do Turismo.

O premiê pontuou que o número de casos de coronavírus no território japonês atingiu níveis recordes e disse que todos precisam agir com a maior prudência possível. Em seguida, Suga afirmou que irá trabalhar com governadores para introduzir medidas mais rígidas em áreas que apresentarem um grande salto de infecções.

Na sexta-feira (20), um painel de especialistas aconselhou o governo a revisar as campanhas. Para a “Go To Travel”, Suga disse que irá suspender novas reservas para regiões onde casos do coronavírus têm ressurgido. No caso da “Go To Eat”, o premiê afirmou que pedirá para governos locais suspenderem a emissão de cupons de descontos em refeições.

Suga disse que o governo central irá ajudar governos locais a subsidiar restaurantes e cafés que aceitarem limitar seus horários de funcionamento e implementarem certas medidas de segurança. O premiê ainda afirmou que o governo central irá destinar um orçamento de aproximadamente 481 milhões de dólares para este propósito.

Por fim, Suga disse que, caso infecções do vírus sejam confirmadas em centros médicos e asilos, o governo irá financiar testes para todos os residentes e funcionários com o intuito de prevenir casos graves da doença.