seg. maio 10th, 2021
Agentes de viagens sofrem com as restrições do Go To Travel

Os agentes de viagens estão ocupados cuidando dos cancelamentos de viagens, depois que o governo reduziu sua campanha de turismo doméstico em meio a um ressurgimento de infecções por coronavírus no Japão.

O governo decidiu na terça-feira excluir a cidade de Sapporo em Hokkaido, no norte do Japão, e a cidade de Osaka no oeste do Japão da popular campanha de promoção turística “Go To Travel”. As duas cidades foram recentemente focos de vírus.

O ministro do Turismo do Japão, Akaba Kazuyoshi, disse que duas cidades estão excluídas da campanha do governo de incentivo ao turismo doméstico “Go To Travel”, por conta do recente aumento no número de casos de coronavírus nessas localidades.

Akaba disse, na terça-feira, que a campanha está suspensa para viagens à cidade de Sapporo, em Hokkaido, província localizada na parte norte do país, e à cidade de Osaka, na região oeste do Japão, a partir do dia 24 de novembro ao dia 15 de dezembro.

O ministro Akaba também disse que o governo arcaria com as taxas de cancelamento.

As exclusões durarão três semanas. Pessoas que planejarem viagens para as duas cidades durante o período não podem receber subsídio.

Na quarta-feira, funcionários de uma agência de viagens especializada em viagens a Hokkaido disseram que receberam um e-mail cancelando uma excursão em grupo de Shikoku, no oeste do Japão, para a prefeitura do norte.

As autoridades disseram ter recebido mais de 50 cancelamentos desde o início deste mês devido ao surto de infecções. Eles expressaram preocupação de que possam receber mais antes da popular temporada de turismo de inverno de Hokkaido.

O presidente da agência, Inoue Kanji, disse que sua empresa teve vendas lentas na primavera, mas desde então as vendas aumentaram graças à campanha oficial. Ele disse que a exclusão de Sapporo é um golpe sério para seus negócios.

Inoue disse que espera que o surto diminua logo e que a cidade do norte seja novamente coberta pelo programa.