qua. out 5th, 2022

Segundo a CNN, O Ministério da Saúde do México anunciou que havia confirmado o primeiro paciente do país que deu positivo para novo coronavírus e influenza simultaneamente, até o dia 15. O anúncio foi realizado por José Luis Alomía, diretor-geral de Epidemiologia do país, no último domingo (11) durante coletiva com a imprensa.

 A paciente tem 54 anos, Alomía explica que a mulher tem antecedentes de câncer, obesidade e doenças crônicas do pulmão. “Nós mencionamos [esses antecedentes] porque logicamente, como sabem, são fatores de risco que uma pessoa permite que, neste caso, ambos os vírus possam desenvolver doenças graves”, afirmou.

 Embora tenha sido hospitalizada, diz-se que sua condição era estável. A paciente começou a apresentar sintomas no final de setembro e testou positivo para SARS-CoV-2 no início de outubro. A mulher foi internada e recebeu alta três dias depois, sem necessidade de intubação, segundo Alomía.

Todavia, a paciente voltou a ter febre alta e mal-estar, por isso voltou a ser internada e em 10 de outubro foi identificada a presença de H1N1. “Algo que não sabemos até agora, porque não há muita bibliografia ou estudos de caso relatados e se esta conjunção de dois vírus poderia produzir uma doença mais séria”, comentou o diretor-geral da Epidemiologia do México.

Atualmente, existem 817.503 infectados pelo novo coronavírus no México e 83.781 óbitos.