sáb. fev 4th, 2023


Enquanto a indústria de alimentos e bebidas está sofrendo com o fraco desempenho devido à disseminação do novo coronavírus, as lojas de produtos em segunda mão relacionadas estão cheias de decorações de interiores trazidas de restaurantes fechados.

Na loja “Temposu” em Shinjuku, que compra equipamentos de cozinha e suprimentos, em setembro, quando havia relativamente poucos produtos na loja, as cadeiras e mesas usadas no restaurante foram empilhadas e preencheram o corredor.

Diz-se que muitos produtos usados ​​foram colocados à venda de março a abril, quando a loja foi fechada devido à propagação da nova infecção por corona.

Normalmente, as vendas são mais movimentadas do que a compra de produtos usados ​​devido aos preparativos para a abertura de uma nova loja no início do ano, mas o número de compras da Tempos Busters (Matriz, Ota-ku, Tóquio) de março a abril, nas 59 lojas em todo o país aumentaram cerca de 1,5 vezes em comparação com o ano anterior, e as lojas de Shinjuku aumentaram cerca de 1,9 vezes.

De acordo com a Tokyo Shoko Research, uma empresa privada de pesquisa de crédito, até o dia atual, dia 11, o número cumulativo de falências relacionadas ao novo coronavírus (dívida de 10 milhões de ienes ou mais) atingiu 474 casos em todo o país desde fevereiro, dos quais 68 casos são na indústria de restaurantes.  

O gerente da loja, comenta que: “Por ficar perto de Shinjuku e Ikebukuro, muitos deles vêm de restaurantes em áreas centrais, como Kabukicho. Muitas vezes vi pessoas comprando copos para servir saquê, mas agora eles quase sumiram. Parece que a difícil situação dos funcionários do restaurante pode ser vista pelas cadeiras empilhadas. “


Fonte: Mainichi /Tradução: Tatiane Akemi