seg. maio 10th, 2021
Mie decreta por conta própria "Estado de Emergência"

O governador de Mie, Suzuki Eikei, declarou na noite desta segunda-feira (3) “Estado de Emergência” exclusivo para a província. De acordo com o decreto, há um pedido aos cidadãos para que evitem ir a restaurantes e locais que não dispõem de medidas suficientes de prevenção de infecções e também deixem de trafegar em grandes centros fora da província , onde o número de pessoas infectadas tem aumentado, evitar ao máximo as saídas desnecessárias.

Na Província de Mie, o número de pessoas infectadas chegou a 20 por dia, o maior número já registrado na segunda-feira (3), dos quais 9 eram estudantes da Faculdade de Medicina da Universidade Mie, no Departamento de Medicina e Enfermagem, e a província está prosseguindo com a investigação como se um cluster (infecção em massa) tivesse ocorrido.

 “Compilamos uma declaração de alerta de emergência para a Província de Mie. O período é de 3 a 16 de agosto”, declarou Suzuki.

Segundo o governo de Mie, se uma pessoa infectada for encontrada em um restaurante que não possui medidas de controle de infecção, consideraremos divulgar o nome da loja com base na Lei de Controle de Doenças Infecciosas e aumentar o número de leitos hospitalares dos atuais 209 leitos para 358 leitos e futuramente abrir instalações que possam aceitar pacientes com sintomas leves.

Gifu

Dada a disseminação da nova infecção por coronavírus, a Província de Gifu começou a considerar declarar novamente o “estado de emergência” exclusivo da Província. No último dia 30, foi realizada uma reunião no escritório da prefeitura para reunir especialistas em doenças infecciosas e considerar medidas para evitar a propagação da infecção.

Durante o encontro, o governador Furuta Hajime enfatizou sua intenção de pedir mais cautela aos cidadãos da província dizendo que era necessário uma mensagem (ainda) mais forte.

Na Província , o número de novas pessoas infectadas atingiu um recorde pelo segundo dia consecutivo, com 25 no dia 28 e 30 no dia 29.

Para o governado a segunda onda do coronavírus já chegou. No dia 30, foi confirmado a infecção de 17 pessoas.

Em 10 de abril, quando a Província recebeu a “Primeira Onda”, emitiu seu próprio estado de emergência uma semana antes do estado de emergência do governo.

Foi solicitado aos municípios que fechassem temporariamente os jardins de infância e as creches, e foram tomadas medidas para estender o fechamento das escolas da prefeitura.

Na Província, as gerações mais jovens de infecção foram proeminentes em julho, com “clusters” (grupos de pessoas infectadas ou infecção em massa) ocorrendo na Escola Comercial de Gifu (cidade de Gifu) e na Universidade Chubu Gakuin (cidade de Seki).