sáb. jun 25th, 2022

Mais de 1.000 pessoas compareceram em uma manifestação no centro de Tóquio neste domingo (14), para protestar contra a discriminação racial após a morte de um homem negro sob custódia policial nos Estados Unidos, que provocou protestos anti-racistas em várias partes do mundo.

Jovens japoneses e estrangeiros residentes no país estavam entre os que fizeram uma marcha de demonstração ao redor do Parque Yoyogi, motivada pela morte de George Floyd, um homem negro que morreu sufocado por um policial branco em Minneapolis enquanto ele estava sendo preso no final de maio.

Enfrentando a chuva, os participantes marcharam em protesto segurando cartazes em inglês dizendo “Black Lives Matter”, em referência ao movimento de direitos humanos.

“Sinto que, no Japão, essa questão está sendo vista como fogo do outro lado do rio”, disse Natsuno Tokumi, 25 anos, morador de Yokohama que vive nos Estados Unidos. Tokumi acrescentou que participou do protesto porque não quer que as coisas terminem, como no caso de uma pessoa maltratada ter pena.

Um homem afro-americano de 34 anos disse: “A discriminação racial nos Estados Unidos está profundamente enraizada, tanto que sempre existe o medo de um dia ser morto pela polícia. Espero que o povo japonês também se interesse por o movimento de protesto acontecendo globalmente “.

Os organizadores disseram que a manifestação de domingo foi iniciada através das redes sociais por um homem afro-americano que é estudante universitário no Japão.

Os protestos nos Estados Unidos se espalharam para a Europa e o Japão, com manifestações também recentemente realizadas em outra área no centro de Tóquio e Osaka.