qui. dez 1st, 2022

Os últimos números do governo japonês mostram que o salário médio mensal dos trabalhadores caiu em abril, quando as empresas fecharam voluntariamente para conter o surto de coronavírus.

O Ministério do Trabalho divulgou os resultados preliminares na terça-feira, a partir de uma pesquisa com mais de 30.000 empresas em todo o país.

Em abril, os trabalhadores ganharam cerca de 275.000 ienes, em média, ou cerca de 2.500 dólares. Isso inclui o salário base, além de horas extras e outros pagamentos.

Em termos nominais, o número caiu 0,6% em relação ao ano anterior, marcando a primeira queda em quatro meses. Em termos reais ajustados ao preço, houve queda de 0,7% – uma queda pelo segundo mês consecutivo.

O salário médio dos trabalhadores em período integral em abril foi de cerca de 356.000 ienes, ou cerca de 3.280 dólares. É um declínio anual de 0,6% e a primeira queda em nove meses.

A pesquisa mostra que o pagamento médio por horas extras foi de cerca de 230 dólares, uma queda de 12,2% em relação ao ano anterior. Os salários no setor de serviços, incluindo restaurantes e entretenimento, foram os que mais sofreram baixa.

Funcionários do Ministério do Trabalho dizem que as horas extras caíram para um nível sem precedentes em abril, e as empresas que fecharam voluntariamente sofreram um forte impacto.