sáb. jun 25th, 2022

A Japan Airlines disse nesta sexta-feira (19), que espera arrecadar 500 bilhões de ienes (US $ 4,7 bilhões) de credores para garantir sua capacidade financeira, enquanto navega em uma forte desaceleração na demanda por viagens devido à pandemia de coronavírus.

“Queremos garantir 500 bilhões de ienes”, disse o presidente da JAL, Yuji Akasaka, em uma assembléia geral de acionistas, acrescentando que a companhia já emprestou 200 bilhões de ienes de instituições financeiras.

A transportadora registrou um prejuízo líquido de 22,9 bilhões de ienes para o período de janeiro a março, sua primeira perda trimestral desde que voltou a ser registrada em 2012, após a declaração de falência em 2010.

De acordo com a Kyodo News, assim como outras companhias aéreas, a JAL reduziu significativamente os vôos domésticos e internacionais devido à pandemia. Espera ver uma recuperação no número de passageiros em voos domésticos a partir deste mês.

O governo japonês suspendeu nesta sexta, suas restrições finais às viagens entre prefeituras, dizendo que acredita que a propagação do vírus está agora sob controle.

A JAL disse que continuará sua redução de mais de 90% nos vôos internacionais de saída.

“Vamos mudar nossa estrutura de negócios, dependendo da demanda relacionada a negócios, para uma que possa aumentar a lucratividade de acordo com a demanda do turismo”, disse Akasaka aos acionistas.